É possível negociar commodities?

Você sabia que pode negociar commodities no Mercado Financeiro? Entenda como funciona esse mercado e como é possível lucrar operando mercadorias.

Um dos grandes atrativos do Mercado Financeiro é a variedade de ativos que podem ser negociados. Estamos falando de ações, ETFs, índices, fundos de investimentos e, claro, de commodities.

Você não sabia que é possível negociar commodities? Então chegou ao lugar certo: no artigo de hoje, vamos explicar tudo que envolve essa operação.

O que são commodities?

As commodities (“mercadorias”, em tradução livre) são, em suma, matérias-primas que não sofreram tanto com o processo de industrialização. Elas também possuem como característica a produção em grande escala.

Muitas das commodities são conhecidas do seu cotidiano como o arroz, o milho ou até o petróleo. Veja que os três exemplos mencionados são produzidos em grandes volumes e com facilidade de estocagem.

Além disso, são matérias-primas as quais, de modo geral, geram interesse global. Em outras palavras, são produtos que possuem grande importância como importação e exportação para os países, convertendo-se em ativos importantes da economia. Assim, a sua precificação tem alteração constante considerando oferta e demanda.

Quais são os tipos de commodities?

Pela grande variedade de mercadorias que existem ao redor do mundo, as commodities acabam separadas em diferentes categorias de acordo com as características de cada produto.

Para que você entenda melhor quais são as principais matérias-primas que permitem a você negociar commodities, vamos passar brevemente pelos principais grupos.

  • Agrícolas: são os produtos desenvolvidos pelo agronegócio. São exemplos de commodities agrícolas, milho, café, soja, algodão, laranja, trigo e açúcar.
  • Ambientais: as commodities ambientais têm relação direta com o meio ambiente. É o caso da madeira e da água.
  • Energéticas: como o nome já sugere, envolve a produção de energia como o etanol, gás ou eletricidade.
  • Minerais: os minerais também são considerados como commodities. Entre eles estão duas das matérias-primas muito negociadas no Mercado Financeiro — o ouro e o petróleo.
  • Financeiras: embora não sejam tão palpáveis quanto os demais exemplos, as commodities financeiras também fazem parte desse mercado. Aqui você terá moedas (dólar, euro, etc.), índices globais e títulos públicos, por exemplo.

É possível negociar commodities?

Amplamente conhecidas em todo planeta, as commodities podem ser negociadas com ampla facilidade através de uma corretora. Trata-se, afinal, de mais um produto financeiro que você pode tentar ganhar dinheiro.

Isso acontece porque, como há grande importância econômica dessas mercadorias, o seu valor altera-se com frequência de acordo com a oferta ou a demanda. Vale destacar que o preço de cada commodity é definido pelo próprio mercado (e não pelo produtor).

Ou seja, não é o produtor do arroz, do petróleo ou do ouro que determina quanto cada um deles, vale. Quem dita o ritmo da precificação são os próprios negócios que são realizados ao redor do planeta.

Por essa característica, as commodities são usadas de duas maneiras principais. A primeira delas é como instrumento de hedge, ou seja, para criar uma proteção para determinados tipos de negócios.

É muito comum que sejam usados pelos próprios participantes do mercado, fixando preços para mercadorias e moedas. Assim, caso algo aconteça em termos políticos e econômicos com impactos relevantes a um determinado setor, esse produtor estará protegido.

A segunda forma muito comum para lucrar ao negociar commodities está no trading. Isto é, você pode comprar e vender essas mercadorias com o objetivo de lucrar com a variação da sua precificação.

Imagine, por exemplo, comprar ouro a R$200. Depois de um determinado tempo, ele se valoriza e passa a valer R$230. Assim, você pode vender o produto e lucrar 15% nessa operação.

Quais as vantagens de negociar commodities?

A atividade de negociar commodities costuma atrair muitos interessados. Isso porque esse mercado oferece uma série de vantagens e oportunidades. Uma delas, como vimos, é a variedade de estratégias: você pode usá-las tanto como proteção contra a variação do preço futuro do ativo, como aproveitar-se dessas oscilações para tentar ganhar dinheiro.

A segunda vantagem é a permissão para alavancagem, isto é, a possibilidade de operar com muito mais dinheiro do que você efetivamente tem. Apenas tome cuidado, pois essa é uma prática de maior risco e, caso não tenha experiência, isso pode causar problemas para a sua conta na corretora quando as coisas não acontecerem conforme a sua expectativa.

Para o investidor individual (que não é apenas trader), as commodities também oferecem a possibilidade de diversificar uma carteira de investimentos com um novo formato de ativo. Isso sem falar de liquidez: como as mercadorias são negociadas em todo planeta, você tem excelente volume de operações nesta categoria.

Dicas para negociar commodities

Você gostou da possibilidade de negociar commodities? Seja bem-vindo ao grupo dos operadores desse tipo de matéria-prima. Para encerrar esse conteúdo, deixamos algumas dicas para começar com o pé direito nas suas operações com mercadorias.

Dica #01 • Conheça o mercado

Em primeiro lugar, entenda bem como funciona o mercado de commodities. Tudo pode parecer incrível em um primeiro momento, mas estamos falando de renda variável, portanto, o rumo do preço de uma matéria-prima pode mudar drasticamente em alguns segundos — e você deve estar preparado para isso.

Imagine, por exemplo, que você esteja operando petróleo com a expectativa de um aumento no seu preço. Agora suponha que, neste meio tempo, surja algum conflito entre países produtores dessa matéria-prima. Notícias como essa podem fazer o preço das commodities do setor despencarem, algo que afetaria diretamente a sua operação.

Dica #02 • Fique de olho no mercado internacional

O final do tópico anterior é o gancho perfeito para nossa segunda dica para negociar commodities: fique de olho nas notícias que envolvem o mercado internacional. Conflitos em países exportadores, guerras comerciais ou mesmo alguma questão climática que afetem a produção de uma nação importante no setor impactam diretamente o preço.

Ao saber desses acontecimentos, você pode identificar uma boa oportunidade de variação do valor das commodities em questão e, claro, aproveitar a situação para lucrar. Vale observar que um trader pode aproveitar tanto da alta, quanto da baixa de uma mercadoria. No entanto, é preciso estar do lado certo em cada situação.

Dica #03 • Invista em conhecimento

Por fim, a nossa última dica é que você invista em conhecimento e estude muito antes de começar efetivamente a negociar commodities. Essa é, aliás, uma dica que vale para todo e qualquer tipo de mercado.

Uma das formas de fazer isso é realizar agora mesmo a sua inscrição no nosso curso gratuito: o ABC do Trading. Lá, explicamos diversos conceitos do Mercado Financeiro, inclusive sobre como você pode lucrar com a negociação de commodities. Aproveite!