O que é Market Timing?

O que é Market Timing?

Ao longo de 2020, muitos investidores se depararam com uma alta volatilidade no Mercado Financeiro. Em situações como essa, um assunto torna-se recorrente: o Market Timing. Afinal, o que consiste essa estratégia? Vale a pena usá-la na sua rotina como trader? É sobre isso que vamos falar no artigo de hoje.

O que é Market Timing?

Independente do seu modo de atuar no Mercado Financeiro, você provavelmente ouviu falar sobre o lendário Warren Buffett, certo? Ele tem uma frase bem conhecida que consiste em parte essencial da estratégia para o investidor de longo prazo: “comprar na baixa e vender na alta”.

A teoria é relativamente simples, a prática nem tanto. Aderir à estratégia consiste em comprar ativos em grandes crises, como em 2008 ou agora, em 2020, assim como vender papéis em momentos de otimismo do mercado. Para atitudes como essa, torna-se necessário ter grande coragem e confiança no que está fazendo.

No entanto, esse é um conceito orientado para o longo prazo — especialmente para aqueles que pretendem investir em boas empresas e segurar o papel por anos. Algo que, eventualmente, pode não ser o seu caso como trader já que os lucros podem aparecer em diferentes comportamentos mercadológicos.

Sendo assim, o Market Timing nada mais é do que a tentativa de prever as reversões do Mercado Financeiro e, desta forma, explorar a oscilação de preços. Vale lembrar que a renda variável apresenta grande oscilação nos preços, portanto, um trader pode explorar essas oportunidades para lucrar (e sem depender do bom humor dos investidores globais).

Como funciona o Market Timing, na prática?

O problema da estratégia é que fazer Market Timing nem sempre é uma atividade tão simples quanto parece. É claro que é fácil pegar um gráfico de 2008 e identificar o fundo do poço da crise (momento em que as Bolsas de Valores pararam de cair e reiniciaram sua recuperação). No entanto, na prática, enquanto o caos está ativo, é tudo bem mais desafiador.

Durante uma crise ou uma euforia, não é fácil perceber quando um ativo ou um índice atingiu seu topo, ou seu fundo. No entanto, também não é preciso ser tão cirúrgico assim para lucrar com os momentos de volatilidade. Vamos usar a própria crise do coronavírus para entender esse conceito.

Em determinado momento do ano, ficou claro que o Mercado Financeiro estava em pânico: ativos pelo mundo começaram a sofrer com desvalorização, algo que é natural em situações de caos já que os investidores optam por buscar produtos mais conservadores.

O que é simplesmente impossível ter certeza de quando um ativo atingiu seu limite de baixa. Ao mesmo tempo, pensando no médio e no longo prazo, não é preciso cravar uma entrada perfeita: abrindo uma posição perto desse limite, você já pode explorar bons resultados.

É claro que, quanto melhor a sua entrada, maiores os resultados que podem ser alcançados. Ainda assim, lembre-se sempre: grandes investidores globais possuem dificuldade no Market Timing. É pouco provável que um trader, atuando por conta própria, seja capaz de acertar sempre as melhores entradas do mercado.

Vale a pena fazer Market Timing?

Agora que você já conhece a metodologia, podemos voltar para a pergunta central do artigo. Afinal, vale a pena fazer Market Timing? Um trader profissional deve atuar buscando os limites do Mercado Financeiro? Em suma, temos uma vantagem e uma desvantagem bem clara da estratégia.

O grande ponto positivo é que ela permite altos ganhos ao investidor que conseguir identificar bons momentos para abrir uma posição. Ou seja, se você fizer uma entrada no Mercado Financeiro (compra ou venda) próxima dos limites de uma tendência, pode lucrar bastante com a reversão da tendência, aproveitando o curto prazo.

Por outro lado, como fator negativo, temos uma característica bastante especulativa. Conforme mencionamos, é bastante desafiador acertar o Market Timing sem lidar antes com alguma volatilidade de curtíssimo prazo.

De modo geral, portanto, a estratégia pode ser muito atrativa e lucrativa se o trader conseguir apresentar um pouco de paciência. Isso porque, ao menos normalmente, as melhores oportunidades de Market Timing surgem justamente em momentos de alta volatilidade. Sendo assim, as oscilações (para cima e para baixo) podem ocorrer no preço de um ativo. Leve isso em consideração antes de abrir uma posição.