Por que rentabilizar seu capital com renda variável

A época de guardar dinheiro na boa e velha poupança ficou para trás. E quem tem acompanhado as mudanças na nossa economia já percebeu isso há algum tempo. Caso este ainda não seja o seu caso, não se preocupe, ainda dá tempo. Basta primeiro entender o que tem acontecido no nosso mercado que tem favorecido tanto a renda variável e levado muitos novos investidores a procurarem pela Bolsa de Valores.  

Hoje em dia, a renda variável é muito mais atrativa para investimentos e aumento de capital, conforme Alexandre Castro, criador da Unitrader, por um simples motivo: “Com a Selic a 2% e a inflação a 4,34%, só é preciso fazer uma conta simples para entender que a cada ano que passa o seu dinheiro perde 2,34% em valor real, ou seja, no seu poder de compra. Isso é o fim da renda fixa, a morte da poupança”, diz.

Para o professor, é importante também considerar que estamos passando pela pior crise econômica dos últimos 100 anos. “Rentabilizar o seu capital com renda variável é uma questão de urgência.” 

A renda variável é aquela que tem um retorno imprevisível no momento do investimento. O valor que você ganha varia conforme as condições do mercado. E a remuneração que as aplicações oferecem seguem essa mesma lógica. 

A vantagem hoje é que investir em renda variável tende a te trazer muito mais ganhos do que investir na renda fixa (Tesouro Direto, CDP, poupança, etc). O potencial de retorno é maior. Quando você investe em ações, por exemplo, pode ganhar tanto no recebimento de dividendos quanto na compra e venda na flutuação do mercado. 

Hoje existem diversos produtos para investir em renda variável: Ações, Fundos Imobiliários, Fundos de índices, Fundos Cambiais, Fundo de Investimento, Criptomoedas, entre outros. Cada um desses produtos têm suas próprias características de risco e de liquidez, então é preciso uma avaliação criteriosa para decidir qual se encaixa mais com seu perfil e objetivos.