Como lidar com o controle emocional em um período de crise?

Como lidar com o controle emocional em um período de crise?

A volatilidade, que tanto assusta muitos investidores de longo prazo, costuma ser uma boa oportunidade para o trader. Para quem busca rápidas oscilações de preço, afinal, quando o pânico toma conta do Mercado Financeiro surgem as chances de rápidos ganhos financeiros.

Apesar disso, é realmente difícil entender com perfeição para aonde vão os preços dos ativos em situações como essa. Assim, o controle emocional ganha uma importância ímpar dentro deste contexto de crise. E você? Consegue dominar as emoções na hora de operar?

Porque o controle emocional é tão importante para um trader?

Ao longo dos nossos artigos, em muitas oportunidades comentam sobre a importância do controle emocional. E não é por acaso: esse é um dos fatores essenciais para encontrar bons resultados nas suas operações financeiras.

O problema é que muito trader só lembra de trabalhar o psicológico quando é tarde demais, ou seja, após uma grande perda. E a verdade é que o controle emocional não deve ser analisado apenas em período de crise, mas com frequência justamente para evitar o pânico.

O alerta não vale apenas para os momentos de perdas, definindo um stop loss e evitando que os prejuízos sejam maiores que você está disposto a ter com uma operação financeira. Os bons momentos também exigem esse gerenciamento das emoções para que a confiança não se converta em um risco e você aumente demais a sua exposição.

Porque os investidores entram em pânico em momento de crise?

A volatilidade em períodos de crise, como aconteceu em 2020 por conta do coronavírus, justifica-se principalmente em função do pânico dos investidores. E esse cenário surge por alguns fatores básicos.

O primeiro deles é justamente o tema deste artigo: o controle emocional — ou, no caso, a falta dele. Em muitas vezes, durante uma crise, é natural que os ativos tenham seu valor impactado. Isso ocorre tanto pela corrida por produtos mais seguros (processo chamado de flight to safety), como também por um impacto real na economia global.

No entanto, essas quedas também acabam sendo exageradas em muitas oportunidades. Pegando como exemplo a pandemia de 2020,os meses de isolamento social claramente afetarão os resultados das empresas no curto prazo, mas não na perpetuidade. E os preços das suas ações caíram fortemente em diversas Bolsas de Valores.

Outro ponto importante é o impacto das notícias. Crises possuem, por natureza, um ambiente negativo. Você liga a televisão e se depara com notícias de mortes, de hospitais lotados e de empresas fechando as portas porque não tiveram acesso ao crédito promovido pelo governo. A sensação de que a crise nunca vai acabar fazendo com que a tomada de decisão seja irracional.

Como lidar com o emocional durante um período de crise?

Uma vez que o pânico faz o Mercado Financeiro ficar irracional durante uma crise e que o controle emocional é um dos fatores essenciais para o sucesso de um trader, como agir em situações como essa? Pensando em ajudá-lo com esse processo, preparamos algumas dicas para finalizar o artigo.

Dica #1 • Cuidado com o efeito manada

Uma das razões pela qual o Mercado Financeiro fica muito volátil em momentos de crise é o efeito manada. Esse é nome dado a um viés cognitivo importante do comportamento humano que consiste em seguir a maioria. Internamente, acontece algo como “se todo mundo está vendendo, deve ser o melhor a fazer”.

Ao mesmo tempo, o efeito manada faz com que muitos investidores abram mão da sua estratégia apenas pelo momento. Imagine, por exemplo, que você seja um investidor de longo prazo, comprando ativos e mantendo eles em carteira por períodos mais longos. Faz sentido se desfazer de uma boa companhia por dois ou três meses de resultados ruins? Não faz. E mesmo assim há quem tome essa decisão apenas para seguir a maioria.

Sendo assim, tenha uma estratégia bem definida e entenda por qual razão você está comprando ou vendendo um ativo. Essa é a melhor forma de garantir a melhor tomada de decisão em um período de pânico.

Dica #2 • Defina potenciais ganhos e perdas

Outro ponto importante, especialmente para o trader que atua no curto prazo, é definir de maneira clara e objetiva qual a expectativa de ganhos e perdas de cada operação. Ou seja, antes mesmo de abrir uma posição, já ter uma decisão de onde ela será encerrada — com lucro ou com prejuízo.

Essa é uma excelente forma de minimizar o impacto do emocional em momentos de crise, onde a decisão tende a ser influenciada pelo ambiente negativo. Sendo assim, você encerrará sua posição com ganhos caso atinja seu objetivo, evitando a ganância, assim como terá perdas controladas quando o mercado caminhar em direção oposta à sua expectativa.

Dica #3 • Tenha disciplina na gestão do capital

Outra dica muito importante para qualquer momento (e não apenas durante a crise) é apresentar disciplina sobre o gerenciamento do capital. Muitos dos erros emocionais dos traders surgem justamente pelo excesso de dinheiro empregado em uma operação. Ou seja, use sempre um valor que não gere uma pressão emocional na sua tomada de decisão.

Para quem está iniciando, aliás, o recomendado é usar um dinheiro que não faça falta na rotina comum. A volatilidade natural do Mercado Financeiro já é um fator de risco, não há necessidade de gerar uma carga de pressão pelo uso inadequado de capital, concorda?

Dica #4 • Renda variável exige aceitar perdas

Por fim, vale reforçar o óbvio: renda variável tem esse nome porque oscila para cima, mas também para baixo. Não são poucas as pessoas que buscam o trading focando nos altos ganhos que são possíveis, mas se esquecem de que a reação do mercado pode ser muito negativa em determinados momentos.

Sendo assim, é essencial estar preparado para os dois momentos — tanto ganhar muito dinheiro, como perdê-lo também. Aqui, reforçamos a gestão do capital como forma a proteger o seu emocional dessas oscilações naturais.

É simplesmente impossível ter o controle total das suas emoções. O ser humano é incapaz de fazê-lo. No entanto, quanto melhor você lidar com o próprio psicológico, mais capacitado estará para buscar bons resultados no longo prazo.