Forex x Bolsa de Valores: quais as vantagens e desvantagens de investir?

Forex x Bolsa de Valores: quais as vantagens e desvantagens de investir?

Uma confusão muito comum para quem ainda está começando na renda variável é achar que todas as operações ocorrem dentro de uma única plataforma ou sistema. Existem diferentes formatos de ativos e até mesmo diferentes Mercados Financeiro, por exemplo.

Assim, conforme o trader iniciante vai explorando ativos, ele pode ficar um pouco perdido entre as opções disponíveis no Mercado Financeiro. Ações, CFDs, fundos de investimentos, ETFs, moedas, commodities… São realmente muitas possibilidades, algo que dificulta a escolha de onde dar maior atenção nos estudos.

A boa notícia é que esse universo gigantesco de ativos divide-se em dois grandes sistemas: Forex e Bolsa de Valores. Hoje, você vai entender as diferenças entre elas e qual é melhor para focar as suas operações e, quem sabe, ser um trader especialista em breve.

O que é Bolsa de Valores?

Vamos começar pelo que é, ao menos em tese, mais conhecido pelo operador iniciante: a Bolsa de Valores. Não é segredo que muitas pessoas, especialmente as leigas, associam diretamente renda variável ao Mercado de Ações. No entanto, como já mencionamos, existem diferentes formatos de ativos que podem ser negociados.

Além disso, é importante que fique claro sobre a existência de diferentes Bolsas de Valores espalhadas pelo mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, são duas muito utilizadas e que, portanto, apresentam excelente liquidez ao operador: a NASDAQ e a NYSE (New York Stock Exchange).

Se você pensou que elas são as únicas que realmente chamam atenção, está enganado. É claro que, por estar no país considerado como coração do Mercado Financeiro, acabam centralizando grandes volumes de capital. No entanto, não menospreze a região asiática, a qual possui outras duas Bolsas gigantescas: a Tokyo Stock Exchange e a Shanghai Stock Exchange.

Dentro da Bolsa de Valores eleita pelo operador, ele encontrará diferentes ativos para negociar com outros traders. Esse é um ambiente seguro e confiável para realizar transações e, claro, tentar lucrar com elas.

O que é Forex?

Já o Forex é o nome abreviado para Foreign Exchange (algo como “negociação estrangeira”, em português). Esse é o nome técnico para o Mercado Cambial, ambiente onde operadores podem trabalhar com a compra e venda de moedas ao redor do planeta.

Existem dois pontos importantes sobre o Forex que você precisa conhecer. Um deles é o formato de funcionamento: ele é feito com a negociação de moedas em pares. Ou seja, o trader irá comprar uma determinada moeda e, ao mesmo tempo, definir a venda de outra. Como você provavelmente já sabe, as cotações cambiais variam a todo o instante.

O outro fator é que, ao contrário da Bolsa de Valores, o Mercado Cambial não funciona em diferentes ambientes, sendo totalmente integrado e centralizando todas as compras e vendas em um só local. Assim, há um aumento considerável de liquidez.

Forex x Bolsa de Valores: onde é melhor investir?

Se você ainda está começando na renda variável, pode estar se perguntando em qual desses dois mercados é melhor para começar a operar. Portanto, vamos ponderar algumas vantagens e desvantagens entre o Forex e a Bolsa de Valores.

O primeiro aspecto que deve ser avaliado é a liquidez. Como trader, você precisará lidar com negociações e, para tal, é preciso ter outros operadores no Mercado Financeiro. Neste caso, a vantagem é total para o Mercado Cambial. O Forex tem um volume diário de negociação na casa de 5 trilhões de dólares.

O volume faz com que as Bolsas de Valores pareçam insignificantes diante do Mercado Cambial. A principal delas, a NYSE, costuma ter uma média diária um pouco acima de 20 bilhões de dólares. Um volume considerável e excelente para operar, mas muito abaixo do que você encontra no Forex.

Por outro lado, por ser algo mais específico sobre moedas (e não sobre empresas, como em diversos ativos do Mercado de Capitais), esse pode ser um modelo de operação com maior curva de aprendizado. Não que seja um problema, afinal nós temos um curso gratuito sobre o tema, o ABC do Trading.

De qualquer forma, como trader você precisará estudar muito diversas questões como economia, política, exportações, inflação, etc. Tudo que envolve esses dois mercados precisa ser acompanhado para que você possa realizar boas operações, independente de qual caminho escolher.