Tutorial completo para começar a ser trader no Mercado Financeiro

O Mercado Financeiro atrai muitas pessoas que desejam ganhar dinheiro e aumentar o seu patrimônio. Uma das formas, embora não a única, é atuar como trader, aproveitando oscilações de curto prazo no preço dos ativos.

Entre as vantagens dessa forma de operar está a possibilidade de ganhos a curto prazo. Da mesma forma, há a oportunidade de lucrar tanto em momentos de alta como de baixa do Mercado Financeiro. Por outro lado, claro, é importante saber como agir em função da volatilidade. Ou seja, não deixar que um prejuízo comprometa o longo prazo das suas posições.

Caso você ainda esteja dando os primeiros passos nesse universo, veio ao lugar certo. Hoje, nós vamos trazer um tutorial completo para você começar a ser trader no Mercado Financeiro. Preparado? Então vamos lá!

 

Como começar a ser trader: o tutorial completo

Um trader é o profissional do Mercado Financeiro que explora os preços dos ativos e seus movimentos a curto prazo. Sendo assim, ao contrário de outros grupos de investidores, ele não se preocupa tanto com a qualidade do ativo. Sua preocupação é a tendência de oscilação do preço – seja para cima, seja para baixo.

Se você se interessa em atuar dessa forma no Mercado Financeiro, precisa antes se preparar. Comece da maneira correta, evitando, assim, alguns erros clássicos de iniciantes. Vamos ver quais são as etapas que aumentam suas chances de sucesso desde as primeiras operações.

 

Passo #1: estude como o mercado funciona

Ao contrário do que muita gente imagina, o primeiro passo não é abrir o Home Broker e começar a operar na sua corretora. Assim que você se interessar pelo Mercado Financeiro, a primeira atitude deve ser… estudar!

Isso mesmo: para começar a ser trader, nada de sair abrindo posições no mercado sem saber como as coisas funcionam. Você precisa compreender o cenário financeiro e como os preços se movimentam. E, principalmente, conheça as estratégias que podem ser utilizadas para obter bons resultados.

Nesse momento, foque em entender especialmente como funciona a Análise Técnica, também conhecida como Análise Gráfica. O objetivo aqui é observar os gráficos dos preços dos ativos e, em função disso, identificar tendências de movimentação. É quando o trader tende a abrir sua posição e surfar nessa oscilação observada.

Existem diversos mecanismos da Análise Técnica que auxiliam o trader a atingir esse objetivo. Você pode verificar a formação de desenhos, identificar um fluxo de capital ou trabalhar com técnicas adicionais (como as médias móveis).

 

Passo #2: busque algumas referências

Agora você já tem uma base teórica mais consolidada sobre o Mercado Financeiro para começar a ser trader. Uma boa opção é seguir estudando, mas dessa vez adicionando referências de algum trader profissional. O objetivo aqui é continuar o processo de aprendizado. Ouça quem já vive do mercado e pode compartilhar dicas e ensinamentos valiosos com quem está começando.

Aqui, um cuidado importante: não considere as estratégias como verdades absolutas. Cada trader possui seus próprios métodos. Portanto, mais vale assimilar como um trader profissional pensa do que tentar copiar o que ele faz no Mercado Financeiro.

Passo #3: entenda o seu perfil de trader

Ser trader é uma atividade que envolve explorar a variação de preços dos ativos a curto prazo. No entanto, isso não significa que exista apenas uma forma de fazê-lo. Existem variações da atividade que podem se adaptar melhor ao seu estilo como trader – considerando fatores essenciais, como a sua disciplina ou o seu controle emocional enquanto a posição está aberta.

Você pode, por exemplo, trabalhar com operações apenas no mesmo dia – formato de atuação conhecido como Day Trade. Por outro lado, pode preferir deixar a sua posição aberta por alguns dias. É o que se chama de Swing Trade. Não há certo ou errado, mas sim o que melhor se adapta ao seu perfil.

 

Passo #4: crie sua conta em uma corretora

Agora sim, com todas essas informações anteriores resolvidas e estudadas, você pode criar a sua conta em uma corretora de valores. Por essa plataforma, você consegue ter acesso aos diversos ativos do mercado, como ações, índices globais, commodities, câmbios, entre outros.

Importante ficar de olho nas condições estabelecidas pela corretora em termos de custos. Muitas delas cobram taxa de corretagem por operação, e, para um trader, é importante reduzir esse valor. Vale lembrar que o seu intuito estará em abrir e fechar múltiplas posições. Portanto, quanto menos pagar por cada uma dessas posições, melhor será para o seu lucro.

Além da criação da conta, é preciso realizar o seu primeiro depósito financeiro. É necessário, afinal, ter saldo na sua conta antes de comprar e vender qualquer ativo.

Vale observar que, ao contrário do que muitos iniciantes imaginam, as quantias não precisam ser altas. É recomendável, aliás, que você comece com o menor capital possível. Isso justamente porque os primeiros passos tendem a trazer maiores riscos pela falta de experiência e de conhecimento.

 

Passo #5: tenha experiência prática

Por fim, para começar a ser trader, chega finalmente a hora de operar no Mercado Financeiro. Sabemos que todas as etapas anteriores são bastante teóricas. Mas são também importantes para que você saiba como trabalhar de maneira adequada e não prejudique as suas operações iniciais.

Vale lembrar que, na prática, tudo é muito diferente da teoria. E é por isso que recomendamos tanto estudo antes de realmente abrir uma posição no mercado. Você precisa se conhecer como trader, algo que envolve compreender o próprio comportamento em diversas situações. Por exemplo, numa posição em lucro ou numa posição em prejuízo.

Para isso, uma boa prática está no uso de uma conta demonstrativa (ou conta treino). São ferramentas oferecidas pelas corretoras para você praticar sem usar dinheiro real, algo muito importante para começar a entender na prática o funcionamento do mercado, mas sem arriscar o seu dinheiro nas primeiras operações.

E não se esqueça de que o trading não é uma corrida de cem metros, mas uma maratona. Os resultados de curto prazo não são tão fundamentais: o que realmente vale é ter consistência e apurar lucros ao longo de um horizonte temporal maior. Nesse sentido, calma e paciência são grandes aliados de um trader profissional.

Continue aprendendo!

Gostou das dicas? Sim, sabemos que todo esse assunto parece complexo. Mas podemos ajudá-lo a conhecer melhor o ambiente do Mercado Financeiro com o nosso curso gratuito ABC do Trading. Confira!